SE A MODA PEGA!

Cristina Kirchner

A notícia saiu agora em O Globo. A Justiça da Argentina ordenou a prisão da ex-presidente Cristina Kirchner por supostamente encobrir iranianos acusados pelo atentado da Associação Mutual Israelita Argentina (Amia) que causou a morte de 85 pessoas em 1994. A ex-presidente perde, também o cargo de senadora, que conquistou nas eleições legislativas de outubro. Cristina deverá ser destituida do Congresso, embora para isso, o presidente Mauricio Macri precise incluir esse pedido em uma convocatória a sessões legislativas extraordinárias. Além de Cristina, vários de seus ex-funcionários tiveram prisão decretada. O processo contra a ex-presidente foi aberto por uma denúncia apresentada pelo promotor argentino Alberto Nisman, quatro dias antes de seu assassinato, em 18 de janeiro de 2015. Ele era o responsável pelo caso Amia e foi morto com um tiro na cabeça em seu apartamento na capital argentina, e o caso está sendo ainda investigado. Assim como acontece por aqui, acusados se dizem inocentes, falam sempre em perseguição política, dizem que não sabem de nada ou põe a culpa em parentes próximos. Mesmo que falecidos.

 

TIRIRICA DA VIDA!

Resultado de imagem para foto tiririca

No Rio de Janeiro e, provavelmente em outras cidades brasileiras, estar “tiririca da vida” é estar muito aborrecido com algo ou alguém. O deputado Tiririca mostrou, ontem, que estava tiririca da vida ao ocupar a Tribuna da Câmara Federal, após 7 anos de mandato, para fazer seu primeiro discurso. E ali, sob o silêncio sepulcral dos demais congressistas, declarou sua decepção com a política e seus representantes. O gesto pode ter duas interpretações. A primeira delas, é que realmente sua paciência com a desonestidade dos companheiros chegou ao limite. Mas pode ter uma segunda interpretação levada pelo oportunismo, neste momento em que a população está a cada dia mais insatisfeita com os srs. deputados. Não fosse isso, não teria esperado 7 anos para descobrir aquilo que o faz tiririca da vida e, além disso, deixaria o Congresso imediatamente e não ao final de 2018, ano de eleição. Mas seu gesto foi importante. Serve, pelo menos como alerta aos seus companheiros do Congresso para que reflitam, uma vez mais, sobre a péssima imagem que construiram junto a maioria da sociedade e entendam que, se não fizerem rapidamente qualquer gesto que deixe a população menos tiririca da vida, estarão fora das próximas eleições.

 

AQUILO QUE TEMOS.

Resultado de imagem para sitio agradável

O amigo Luciano Bittenccourt me mandou uma mensagem bem oportuna que me permito repetir uma parte dela, aqui na coluna, para despertar em cada um de nós algo que podemos estar perdendo:

O poeta Olavo Bilac foi abordado por um comerciante na rua que lhe disse:

– Sr. Bilac, estou precisando vender o meu sítio. Será que poderia redigir o anúncio para o jornal? E Bilac escreveu:

“Vende-se encantadora propriedade, onde cantam os pássaros ao amanhecer no extenso arvoredo, cortada por cristalinas águas de um ribeirão. A casa é banhada pelo sol nascente, oferece a sombra tranquila das tardes, na varanda.”

Meses depois, o poeta reencontra com o homem e pergunta:

– Vendeu o sítio? E o homem respondeu:

– Nem penso mais nisso. Quando li o anuncio é que percebi a maravilha que eu tinha.

Será que não estamos precisando rever o valor daquilo que temos?

Obrigado Luciano.

VAMOS ZUMBAR?

Resultado de imagem para zumba

A Zumba é uma modalidade que mistura os passos da dança com exercícios aeróbicos fortalecendo a musculatura do corpo. É uma excelente opção para quem quer fugir da malhação convencional. Confesso que não a conhecia. O programa foi criado pelo colombiano Beto Perez no final dos anos 90 em Miami quando, ao iniciar uma aula de ginástica, notou que havia esquecido seu CD e teve que improvisar uma coreografia de dança usando ritmos latinos. A aula foi um sucesso e se espalhou pelas academias do mundo inteiro. A Zumba mistura ritmos como forró, samba e funk de uma forma muito divertida. Os movimentos de dança trabalham os músculos do abdome e demais regiões do corpo. Segundo o professor cearense Jackson Moura, mesmo quem não sabe dançar, vai fazer bem a zumba. Pode experimentar sem medo, com qualquer idade e condicionamento físico. Vamos zumbar?

FAKE NEWS

Resultado de imagem para carro de bombeiros

O bombeiro que roubou na madrugada deste domingo o caminhão da corporação e foi perseguido por várias viaturas policiais estava, segundo dizem, com problemas pessoais e familiares. Outros preferem tratar o fato como fake News e afirmar que ele estava a mando do Estado Islâmico e deveria atropelar algumas pessoas e invadir o Congresso Nacional. Mas se fosse assim, não o faria na madrugada pela dificuldade de encontrar grupo de pessoas para atropelar e por não estarem, no Congresso, aqueles a quem deveria derrotar. Mas que o fato tornou diferente a madrugada de sábado de Brasília, isso tornou!!!!.

PARA O SEU FINAL DE SEMANA

Resultado de imagem para musica

O leitor Paulo Alves, do Rio de Janeiro, me alertou para o fato a seguir. Evidente que o assunto não é novidade para o ouvido de ninguém, mas quando a gente para e analisa esta realidade, o choque ainda é muito grande.

A música, uma das mais importantes expressões culturais de um povo virou um lixo no Brasil dos úktimos anos aliás, como quase tudo por aqui. Perdemos poetas e poesia e recebemos, como castigo, letras e músicas de péssimo gosto. Na verdade, este novo cenário musical brasileiro retrata muito bem o país estraçalhado que nos deram nos últimos anos. Aproveite o final de semana e veja se estamos aqui exagerando. Parece-me que não.

Letras que contam histórias

Letras que contam histórias

Década de 30:

Tu és, divina e graciosa, estátua majestosa! Do amor por Deus esculturada.

És formada com o ardor da alma da mais linda flor, de mais ativo olor,

na vida é a preferida pelo beija-flor….”

Década de 40:

“A deusa da minha rua, tem os olhos onde a lua, costuma se embriagar.

Nos seus olhos eu suponho, que o sol num dourado sonho, vai claridade buscar…”

Década de 50:

” Olha que coisa mais linda, mais cheia de graça. É ela a menina que vem e que passa,

no doce balanço a caminho do mar. Moça do corpo dourado, do sol de Ipanema.

O teu balançado é mais que um poema, É a coisa mais linda que eu já vi passar…”

Década de 60:

Nem mesmo o céu, nem as estrelas, nem mesmo o mar e o infinito

não é maior que o meu amor, nem mais bonito.

Me desespero a procurar alguma forma de lhe falar, como é grande o meu amor por você….”
Década de 70:

“Foi assim, como ver o mar, a primeira vez que os meus olhos se viram no teu olhar….

Quando eu mergulhei no azul do mar, sabia que era amor e vinha pra ficar….”

Década de 80:

“Fonte de mel, nos olhos de gueixa, Kabuki, máscara.

Choque entre o azul e o cacho de acácias, luz das acácias, você é mãe do sol. Linda….”
Década de 90:

“Bem que se quis, depois de tudo ainda ser feliz. Mas já não há caminhos pra voltar.

E o que é que a vida fez da nossa vida? O que é que a gente não faz por amor?…”
Letras que não contam nada

Em 2001:

“Tchutchuca! Vem aqui com o teu Tigrão. Vou te jogar na cama e te dar muita pressão!

Eu vou passar cerol na mão, vou sim, vou sim! Eu vou te cortar na mão! Vou sim, vou

sim! Vou aparar pela rabiola! Vou sim, vou sim”!
 Em 2002:

“Só as cachorras! Hu Hu Hu Hu Hu! As preparadas! Hu Hu Hu Hu!

As poposudas! Hu Hu Hu Hu Hu!…”
Em 2003:

“Pocotó pocotó pocotó.. .minha eguinha pocotó!…”
Em 2004:

“Ah! Que isso? Elas estão descontroladas! Ah! Que isso? Elas estão descontroladas!

Ela sobe, ela desce, ela dá uma rodada, elas estão descontroladas!…”

Em 2005:

“Hoje é festa lá no meu ap. Pode aparecer, vai rolar bunda lele!…”
Em 2006:

“Tô ficando atoladinha, tô ficando atoladinha, tô ficando atoladinha!!!

Calma, calma foguetinha!!! Piriri Piriri Piriri, alguém ligou p/ mim!…”
Em 2010:

” Chapeuzinho pra onde você vai, diz aí menina que eu vou atrás.
Pra que você quer saber? Eu sou o lobo mau, au, au
Eu sou o lobo mau, au, au, E o que você vai fazer?
Vou te comer, vou te comer, vou te comer,…”

Em 2017
“Olha a explosão
Quando ela bate com a bunda no chão
Quando ela mexe com a bunda no chão
Quando ela joga com a bunda no chão
Quando ela sarra e o bumbum no chão, chão, chão, chão…”

E aí, pessoal, não é um lixo?

 

 

SEGUNDA FEIRA ESPECIAL EM BRASILIA!

A noticia foi copiada do blog da Revista Cine Shopping, de Brasília:

Ruy e o Volume IV por Luiz Clementino (1)

A próxima segunda feira será rica no calendário cultural de Brasília. O pesquisador, produtor multimídia, escritor e radialista Ruy Godinho lançará o volume IV da série “Então Foi Assim? Os bastidores da criação musical brasileira”. A nova edição segue a mesma linha dos volumes anteriores e conta a história de como surgiram alguns sucessos musicais brasileiros. A ideia é genial. O lançamento será em meio a um talk-show, com participações de cantores de Brasília, São Paulo, Rio e Belo Horizonte. e as histórias serão contadas entre uma canção e outra. Será nesta segunda-feira, dia 4 de dezembro, às 21h no Clube do Choro de Brasília, e o ingresso custa R$ 15 reais. Realmente imperdível! A foto é de Luiz Clementino

O ENEM NÃO FORMA MÉDICOS.

Resultado de imagem para médicos

O ENEM não forma médicos. Quem forma médicos são as faculdades. Então, se entre nós  a falta de profissionais da medicina é enorme e o número de candidatos altíssimo, seria lógico que o exame do ENEM fosse bem mais fácil e o curso de medicina, mais difícil. Assim, teríamos médicos na quantidade que precisamos e profissionais melhor formados. No Paraguai, aqui do lado da gente, uma faculdade de medicina oferece mais de mil vagas sem vestibular e com mensalidades menores que R$ 1.300 reais. Enquanto isso, temos um vestibular difícil, onde milhares de estudantes buscam o curso de medicina para cursarem universidades caríssimas quando não conseguem as sonhadas vagas nas unidade públicas. Alguma coisa continua errada. Conheço bem a competência do Ministro da Educação, Mendonça Filho, e tenho a certeza de que se não existir empecilho legal para uma mudança tão importante, ele poderá fazê-la. E, ao invés de importar médicos de Cuba, vamos resolver parte do problema da saúde no Brasil e emprestar profissionais da medicina para países menos desenvolvidos.

TÁ DIFICIL DIVIDIR MELHOR ESTE BOLO

Resultado de imagem para BOLO DE DINHEIRO

A renda média da metade dos trabalhadores brasileiros – cerca de 44,5 milhões de pessoas empregadas em 2016 – é menor que 1 salário mínimo. Os números são da PNAD Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios divulgada hoje pelo IBGE. Para eles, o rendimento médio de R$ 747,00 é igual a um terço da renda média dos demais ocupados que foi de R$ 2.149,00. Enquanto isso, na outra ponta, estão os que representam 1% da população brasileira ganhando, em média, R$ 27.000,00 por mês.  A divisão está errada, mas está difícil dividir melhor esse bolo.

NÃO MEXAM COM NOSSOS FILHOS

Resultado de imagem para criança negra

Os noticiários informam o desconforto pelo qual o ator Bruno Gagliasso e sua esposa estão passando por constatar que uma pessoa doente fez considerações racistas à filha adotada do casal por ser de cor negra. A intolerância, seja sobre o que for, nos dias atuais, é revoltante. Os que a praticam são realmente uns animais e deveriam ser banidos da nossa convivência pessoal ou nas redes sociais. Estou há 3 dias em São Paulo com meus filhos de 11 e 18 anos, e me coloco no lugar do pai Bruno para gritar: Não mexam com nossos filhos! Quanto à suposta escritora, que parece morar no Canadá, o melhor castigo seria obrigá-la a sustentar pelo menos uma criança negra recém nascida e pobre, até a maioridade. Vamos incentivar isso?