CORES E HUMORES

Do face do meu amigo Luiz Otavio Cavalcanti

Resultado de imagem para Um populismo de direita

(Foto de responsabilidade deste blog) Eleição é colheita. Colhe-se o que se plantou. Por exemplo: o PT ficou falando sozinho. Porque nunca estendeu a mão para outro Partido. Numa prática hegemônica. Não subscreveu a Constituição de 1988. Nunca discutiu uma frente de esquerda em que não fosse cabeça de chapa. Ciro claramente tinha chance de unir a esquerda. Mas Lula deu o não. Outro exemplo: o PSDB é um titanic adernado. Sem votos e dividido. Entre o ideário social democrata anêmico e a direita de Doria. Que doura enganosa pílula. Perguntem a Alckmin sobre lealdade. E, em política, palavra é o elo que sacramenta o compromisso.
Os tucanos passaram dezesseis anos no poder em São Paulo. Não apresentaram um só projeto modelo de política social. Em educação ou saúde. Nada. E submeteram o Partido de Covas a um engano vindo de Minas, perdido em noitadas cariocas. O que fica, então ? A globalização na política. O que varreu a política mundial nos últimos quatro anos: o populismo de direita. Foi assim na Holanda, na Hungria, na Turquia, na França e nos Estados Unidos. Na França, sob a forma de movimento social. Vestindo a esperança tricolor. Das ruas para o Elysée. Um projeto civil. Que está sendo testado. Um modelo de capitalismo social de mercado. Nos Estados Unidos, o populismo assumiu uma forma medonha. Sem medir limites. Com produção de fakes news. Estilo agressivo. Desdenhando a memória dos cânones de Washington e Jefferson. Mas atendendo a reclamos de desigualdade social renitente. E a nichos desindustrializados que não têm onde trabalhar. E, no Brasil ? No Brasil, o populismo de direita resultou do conservadorismo de esquerda. A esquerda quis ocultar a corrupção. E o eleitor deu a luz à direita. A política de ocultação da esquerda é tal que o verde amarelo substituiu o vermelho. A solidão petista é uma paisagem de três desertos. Esta eleição tem, até agora, três consequências: a democracia fortalecida; a redefinição de polos de poder; e a reconstrução dos Partidos. Primeira, a democracia sai mais forte da eleição. O voto é instrumento definitivo de consagração popular. Novas lideranças emergirão das urnas. E, como não há vazio em política, o espaço será rapidamente ocupado. É o declínio da era Lula. Segunda, a redefinição de polos de poder será natural. Como as águas dos rios que correm para o mar. O PSDB deixa de ser protagonista relevante. O PMDB torna-se ilha senatorial. O PT debate-se no dilema entre ser prisioneiro de Lula e assumir o discurso factual das coisas feitas. O centro será uma construção: edificante ou não edificante. Vai depender do equilíbrio das forças sociais. E esta é a beleza do regime democrático. Com as instituições funcionando. E operando a Lava Jato. Terceira, a reconstrução dos Partidos deve acentuar uma maioria de centro direita. Com o PSL acrescido de egressos das fileiras partidárias que não ultrapassaram a cláusula de desempenho. De qualquer modo, o quadro partidário será menos polarizado. Porque PSDB e PT saem mais fracos da eleição. E o cenário político torna-se mais transparente. Isto é bom para democracia brasileira. A claridade invadiu os nichos obscuros. Agora, é hora da luta social.

O PT É UMA SEITA?

Resultado de imagem para UMA SEITA

Um amigo, de reconhecido talento e coerência política me disse, hoje, ter quase certeza de que o PT é mais que um partido político. É uma seita, este conceito complexo de grupos que professam ideologia ou sistema político divergente da doutrina normal. Depois que se entra numa seita, é difícil sair dela pelo controle que exerce sobre a vida individual e coletiva das pessoas.  Elas regulam o pensamento e a ação de seus seguidores. Faz sentido. Deve ser por isso que boa parte dos petistas não consegue admitir o desastre que implantaram no país e isso deixa sinais muito fortes de que o PT não é um partido, é uma seita.

ÓDIO

Resultado de imagem para ira, ódio

Meu amigo, jornalista Ângelo Castelo Branco lembra, em sua página do face, que “Instigar o ódio e associar a direita ao fascismo e ao nazismo só provoca reações capazes de aumentar ainda mais a onda antipetista e o discurso anti corrupção que abala os partidos tradicionais. A estratégia do ódio está equivocada.”. O Ângelo tem razão. Os da esquerda deveriam ter tirado o rei da barriga e pensar que o poder pode até ser longevo, mas quando se pratica o bem para a nação, Não foi o caso. Estão pagando hoje por todos os erros do passado. E não foram poucos. O desespero toma conta da esquerda. E a moda agora é inventar histórias macabras sobre os eleitores de Bolsonaro. Isso é tão ridiculo quanto afirmar que Lula seria candidato. A realidade pode não agradar, mas é a realidade. Acostumemo-nos a ela.

PT versus PT

Resultado de imagem para pt

Quem derrotou o PT no primeiro turno, foi o próprio PT. Olhar apenas para o próprio umbigo sem se preocupar com o que acontece ao seu redor é uma miopia cada vez mais comum entre os políticos. A mudança no cenário é enorme. O anti- petismo virou uma verdade inimaginável para os adeptos de Lula. Nem seu nome deve aparecer nas mensagens sob o risco de perder ainda mais votos. Parece que o PT se mancou. Rasgou a bandeira vermelha e, no seu lugar, trouxe as cores do Brasil. Pode ser tarde demais, mas mostra uma pequena melhora no modo de pensar a sua comunicação. Tomara que não seja apenas um surto de inteligência passageiro e que, ao passar as eleições, reassumam a cor vermelha e, o pior, tudo o que ela representa. Vamos para o segundo turno.

TEM FESTA NO CÉU

Resultado de imagem para montserrat caballé e freddie mercury

O mundo, incluindo nós, acaba de perder a soprano espanhola Montserrat Caballé. Ela morreu nesta madrugada em Barcelona, aos 85 anos de idade e vai fazer uma festa elegante no céu com seu parceiro Freddie Mercury. Caballé fez mais de 4 mil apresentações e era considerada uma das últimas grandes divas da ópera.  As músicas que interpretou com Freddie Mercury, um dueto realmente fantástico, fizeram sucesso em todo o mundo, como “”How can I Go On” que eu sugiro ouvirem nesse sábado, observando a expressão corporal de ambos, além das belas vozes, e viver um momento de raro deleite.

O QUINTO PODER

Resultado de imagem para quinto poder

A mídia é considerada o Quarto Poder no Brasil. Um poder que consegue, algumas vezes, ser mais importante que os outros 3. Mas as eleições deste ano mostram que existe um poder ainda mais forte que, embora esteja ligado ao Quarto Poder, exerce uma importância tão grande junto à sociedade que já poderia ganhar o título de Quinto Poder. São as redes sociais, que elegeram um presidente negro nos Estados Unidos, depois um branquelo azedo também por lá e faz um grande rebuliço por aqui. Tempo de rádio e TV perderam valor. Santinhos, cartazes só funcionam na boca de urna como último apelo do “vote em mim”. E elas, as redes sociais, brilham cada dia mais e melhor, com imagens que misturam cor, imagem, som e movimento, em receitas cada vez mais rápidas e criativas. Realmente, o Quinto Poder.

MENTIRA TEM PERNAS MUITO CURTAS

Nenhum texto alternativo automático disponível.

É evidente o que alguns veículos da mídia vêm fazendo para proteger um candidato em detrimento de outro, chegando a manipular até as edições de vídeos das manifestações. Quem é da área tem essa percepção a olho nú. Mas um deles, o jornal O Globo, passou dos limites ao colocar em sua edição de ontem, uma foto com milhares de pessoas no Rio de Janeiro, defronte ao Teatro Municipal, como se fosse a manifestação de sábado, só que a foto foi tirada há mais de 4 anos porque ali estava ainda um prédio que foi demolido há muitos anos. Isso é muito sério. Credibilidade é um componente importante para os meios de mídia, especialmente os jornais. Quando isto acontece com uma das marcas mais valiosas do mercado – o Grupo Globo – é sinal de que os interesses estão se mostrando acima do que é sério e verdadeiro. Uma lástima que se tenha chegado a isso.

INIMIGO?

Resultado de imagem para gen mourão

Quem tem um General Mourão como candidato a vice-presidente, não precisa de inimigo.

Eu fico imaginando o que se passa na cabeça de um General do Exército, candidato a vice-presidente da república, ao fazer comentários tão disparatados quanto fez o Gen. Mourão sobre o 13o. salário. Se aos candidatos recomenda-se fazer um treinamento de media trainning , seus companheiros de partido deveriam fazer um treinamento de mídia speaking,  se é que isso existe, ou precisa ser inventado. Um pronunciamnto absurdo, como esse, acaba com uma candidatura. É um gesto de inimigo.

 

CARTÃO VERMELHO PARA A GOL

Resultado de imagem para cartão vermelho futebol

Desabafo de mais um brasileiro contra empresas aéreas:

Você compra uma passagem tarifa PROMO que já é bem cara comparada a outros países. Ai você só pode marcar assento se PAGAR (me recuso totalmente). Ai você espera a véspera da viagem para fazer o check in e finalmente marcar os assentos. Ai o sistema te fala que não da para fazer, pois você está viajando com criança de colo, ou seja, só na hora do embarque. Ai obviamente o sistema não te deixa marcar o assento, sem fazer o check in. Ai você fica sem saber o que fazer, pois todos os outros passageiros já estão marcando os assentos freneticamente e você está viajando com um bebe e uma criança autista, sem saber se poderão ir juntos dos pais. Ai você resolve ligar para central. Ai você descobre que lá rola de marcar os assentos sem fazer o check in (por causa do bebê). Ai você vai marcar os assentos e descobre que o voo está lotado. Ai você marca um assento pra você em um lugar, para sua esposa em outro lugar, o nosso bebe vai no colo de um dos dois, e o meu filho, de 6 anos, autista, vai sozinho num assento distante dos pais. Ai você já fica com uma preguiça antecipada de ter que chegar no voo e contar com a boa vontade de outros passageiros (que não tem culpa nenhuma disso). Ai você já começa um fim de semana, que era pra ser de diversão, se estressando com a mesquinharia das empresas aéreas. Ai, enfim, a gente só se…!! Sempre!! Obrigado Gol, ANAC, etc. Boa viagem para vocês tb!

Eu digo que tudo bem que estejam cobertos pela ANAC para as regras, como esta. E para o relacionamento com o mercado, fato tão importante para as fidelização do cliente, para a imagem da empresa? Falta marketing, competência, responsabilidade e vergonha. Nesse exato momento eu estava levantando possibilidades de passagem para a Disney, eu e minha filha. A Gol vai estar fora da pesquisa. Levou cartão vermelho.

 

FAR-WEST URBANO

Resultado de imagem para duelo farwest Parece filme de far-west, de mocinho X bandido. Um casal, com um filho de 10 anos, está sentado à mesa de um restaurante. O menino está olhando o celular. O bandido entra, aponta a arma para a cabeça do menino para roubar o aparelho. O pai, num gesto de proteção, avança no bandido. Leva um tiro e morre. O vídeo mostra o desespero do filho ao ver o pai caído, baleado e se debruça sobre o corpo. Fim. Esta cena acompanhará, com certeza, este jovem para sempre. Como estamos às vésperas das eleições, tenho a impressão que cenas como estas aumentam os votos para o candidato que promete diminuir a violência no Brasil. Pode até ser um voto inconsciente, mas que existe, existe.