UM FILME DE TERROR (22/09/2017)

Resultado de imagem para filme de terror

Os investimentos na produção de filmes de longa-metragem são altíssimos e alguns chegam a números bem maiores que a receita de boa parte dos municípios brasileiros. O filme mais caro da história, segundo dados de janeiro de 2017, o “Piratas do Caribe – No Fim do Mundo” custou 332 milhões de dólares, ou mais de 1 bilhão de reais. Só que vem aí o “Guerra Infinita”, uma produção escocesa com orçamento ainda maior: 486 milhões de dólares. Tamanhos investimentos são realizados com uma dose grande de otimismo porque o retorno é excelente. São poucos os projetos que não dão certo, como o filme Portal do Paraíso, com orçamento de 100 milhões de dólares e bilheteria de apenas 4,4 milhões de dólares. Um prejuízo de 96%. Isso nos remete a uma situação análoga em que estamos envolvidos. Digamos que todos nós, cidadãos brasileiros, investimos, mesmo que compulsoriamente, na produção do filme Brasil, através do pagamento de impostos. São bilhões, às vezes trilhão de reais arrecadados com o que pagamos como se ingresso de cinemas fossem. Só que a contrapartida que esperamos na área de educação, saúde e segurança, especialmente, não vem e a frustração é enorme. E esta analogia também vira um filme. De terror.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s