BIS NOS APLAUSOS (25.09.2017)

Resultado de imagem para Propaganda

No dia a dia da propaganda, a maioria das campanhas está dentro da nossa expectativa, ou seja, passa a mensagem de forma natural, sem grandes novidades, um permanente DÉ JÀ VU que informa, mas geralmente não emociona. Duas campanhas, entretanto, chamam a atenção deste blogonoff. A primeira, de veiculação nacional pela TV fechada, rádio e internet, vem assinada pela Órama, empresa de nome tão estranho quanto deveria ser a Volkswagen quando chegou o Brasil, mas deve homenagear alguém de nome Amaro (Órama lido de trás para frente), apesar de eu não crer que a Volkswagen estivesse homenageando algum Negawsklov. A agência é a NBS, que partiu para o uso de metáforas para mostrar a simplicidade e a facilidade com que se pode investir no mercado financeiro. Até o momento assisti a 3 versões de filmes excelentes na criação e na interpretação do ator, ligados pelo mesmo “leitmotiv”.  Aplausos.

A segunda campanha, de utilidade pública, ganha pela oportunidade, pela simplicidade e pela forma como foi viabilizada. Ela é produto de um termo de ajustes de contas entre o Banco do Brasil e o MPF- Ministério Público Federal que utilizou o valor do crédito em uma campanha de utilidade pública, respeitando as regras de mercado e sugerindo novos padrões de comportamento à sociedade. Usando a técnica de desenho animado, o comercial ensina a uns e incentiva a outros os bons modos de convivência social seja no tratamento que se dá ao lixo, seja na pichação inadequada. A agência é a Master. Bis nos aplausos.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s