O PATINHO FEIO

Resultado de imagem para camber - o patinho feio

O patinho pode até ser chamado carinhosamente de feio, mas a história é muito bonita. O cenário era Brasília e o ano, 1967. Ali quatro ousados estudantes secundaristas, no auge de sua criatividade, resolveram construir, imaginem, um carro de corrida usando os restos de um fusca batido. O CAMBER PT1, nome oficial do projeto, foi montado em 20 dias com peças de ferro velho misturadas com a obstinação dos 4 teimosos jovens idealistas, e batizado pela sociedade como Patinho Feio. Na famosa corrida de rua, os 500 km de Brasília, o Patinho Feio perdeu no sorteio e deveria sair na 33ª. posição, ou seja, em último lugar. Só que, contra todas as previsões, o carro mostrou um desempenho surpreendente. Na 3ª. volta, já estava em 6º. Lugar e, com uma hora de prova surpreendeu a todos brigando pelo 2º. lugar.  Correu contra Porsches, Ferraris e outras grandes marcas, e perdeu apenas para um Alfa Romeu. Ao volante do Patinho Feio já se sentaram os corredores de Fórmula 1 Alex Dias Ribeiro, Roberto Pupo Moreno e Nelson Piquet. Hoje, podendo ainda desfilar pelas ruas de Brasília, o Patinho Feio comemora 50 anos e em uma das comemorações ficou exposto, imponente, em estande na Colecionar 2017 que aconteceu semana passada em Brasília.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s