O DOBRO DO QUINTO DOS INFERNOS

 Resultado de imagem para O quinto dos infernos

Esta semana vi um depoimento em vídeo do Paulo Guedes, cotado para conduzir a economia do Brasil, se o Bolsonaro ganhar as eleições. Ele fala sobre “O Quinto dos Infernos”, um termo criado lá por 1792, na época da Inconfidência Mineira, quando o total dos impostos no Brasil chegava a 20% ou UM QUINTO do PIB nacional e o mártir Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, tentava nos libertar dos altos impostos da época. Hoje, com os impostos representando quase 40% do PIB, que seria “o dobro do quinto dos infernos”, Paulo Guedes diz que assistimos apavorados a uma enorme roubalheira, uma democracia degenerada e uma economia estagnada. As maiores despesas do governo estão em três pilares: Pagamento de juros da dívida pública, pagamento dos funcionários públicos e aposentadoria dos funcionários públicos, ou seja, o governo gasta muito e gasta mal. Gasta consigo mesmo, ao invés de gastar com a sociedade. No século passado, como afirma o vídeo, fomos a democracia que mais cresceu em todo o mundo. Hoje a economia não cresce e está totalmente corrompida. Guedes termina dizendo que “precisamos de mais Brasil e menos Brasília.” Será que teremos que torcer por um novo Tiradentes que tire a corda do nosso pescoço e a distribua entre os que fazem mal a nação? Será que o Paulo Guedes está sugerindo que estamos próximos de um novo Tiradentes?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s