BOLSOEDO

Resultado de imagem para bandeira do brasil

Não acredito que algum brasileiro tenha dúvidas sobre a situação difícil pela qual estamos passando. Não acredito que algum brasileiro tenha dúvidas de que o sistema político apodrecido e seus representantes sejam culpados por tudo isso. Não acredito que as cabeças pensantes dos brasileiros do bem queiram que este cenário de corrupção, desmandos, insegurança na segurança, doença da saúde, burrice na educação, continue. Sei que não temos como modificar o modo de pensar de boa parte da população que se encontra alienada da verdade. Tomara que não seja a maioria. Reconheço ser difícil a escolha do melhor candidato a presidente entre aqueles que, mesmo não sendo ficha suja, estão com suas imagens sujas ou pelo menos manchadas pela história. Não tenho cor política, mas tenho as cores do Brasil. O verde, amarelo, azul e branco me comovem. Quando não se entende de verdade o valor do “Ordem e Progresso”, me revolta. O Brasil precisa de ordem, para conseguir o progresso. Ainda não sei em quem votar. Mas sei com a mais absoluta certeza, em quem não votar. O cenário mais próximo que vejo como ideal é impossível. Seria eleger o Bolsonaro para governar por dois anos para dar uma “chave de galão” naqueles que teimam em desmantelar o Brasil e, passar o governo para o Amoedo que, com sua competência e experiência empresarial levaria nosso país rumo ao desenvolvimento. Seria o Bolsoedo. Não acredito em outro caminho.

ESPECIAL PARA O FIM DE SEMANA

Resultado de imagem para risos e gargalhadas

Procurei no Google, mas não achei o autor desta pérola chamada de  P E S A D E L O, que envio para vocês com o objetivo de alegrar o fim de semana. Divirtam-se!

 

No pesadelo, acordo, me olho no espelho e descubro que sou vesgo. Procuro freneticamente nos bolsos, para ver minha foto na identidade, para ver se sou realmente daquele jeito. Acho um passaporte e descubro…. sou argentino… Não pode ser, meu Deus!!!

Sento-me inconsolável em uma cadeira. Mas não é possível!!!
É uma cadeira de rodas, o que significa que, além de ser vesgo e argentino, sou também deficiente físico!
É impossível, digo para mim mesmo, que eu seja vesgo, argentino e deficiente físico…

– ‘Amoooooor!’, grita uma voz atrás de mim. É o meu namorado… Cacete! Sou também viado…!

– ‘Foi você que pegou a minha seringa?’
Ó Deus! Vesgo, argentino, deficiente físico, viado, viciado e talvez soropositivo!

Desesperado, começo a gritar, a chorar, a arrancar os cabelos E… Nãooo!!!!! Sou careca!

Toca o telefone. É meu irmão, que diz: – ‘Desde que mamãe e papai morreram, você só faz se entupir de drogas, vagabundeando o dia inteiro! Procura um emprego, arranja algum trabalho!’
Que merda, descubro que também sou desempregado!!!

Tento explicar ao meu irmão que é difícil encontrar trabalho quando se é vesgo, argentino, deficiente físico, viado, viciado, talvez soropositivo, careca e órfão, mas não consigo, porque…. Porque sou gago!!!!

Transtornado, desligo o telefone, com a única mão que tenho, e com lágrimas nos olhos, vou até a janela olhar a paisagem.

Milhões de barracos ao meu redor…

Sinto uma punhalada no marca-passo: além de vesgo, argentino, deficiente físico, viado, viciado, talvez soropositivo, careca, órfão, gago, desempregado, maneta e cardíaco, sou também favelado…

Começo a passar mal e sentir um calafrio e dirijo-me ao guarda-roupa para pegar um agasalho, e para minha surpresa, quando abro a gaveta encontro uma camisa do CORINTHIANS. Aí já é sacanagem…

Entro em surto, pois além de vesgo, argentino, deficiente físico, viado, viciado, talvez soropositivo, careca, órfão, gago, desempregado, maneta, cardíaco, favelado… e CORINTHIANO!

Nesse momento, volta o meu namorado e diz:
– Amooooooor, vamos, senão chegaremos atrasados na Convenção do PT!!

PUTA QUE PARIU! Desmaiei…….

 

A MELHOR

Resultado de imagem para galo padeiro recife

Há três anos atrás eu vi nascer um projeto que prometia. Dois casais criavam, ainda no papel, uma padaria diferenciada, no formato de uma boulangerie française. O projeto andou e virou um empreendimento de grande sucesso no Recife, mesmo diante da crise da economia nacional. Batizado com o nome de Galo Padeiro, foi contratado um consultor espanhol e os equipamentos vieram também da Espanha, para garantir a qualidade dos produtos, que deveria ser o grande diferencial da marca. O carro chefe é o croissand, (que tem esse nome por ter o formato da primeira e última fase da lua) de um sabor realmente especial. O pão francês ganhou o nome de brasileirinho e a broa, é chamada de bundinha. Eles são ousados e criativos, mas têm os pés no chão.  Para atender a demanda crescente tiveram que criar uma indústria e diversificar a entrega através de parcerias com outros pontos de venda, mas mantendo a marca que já detinha alto recall, mantendo a qualidade dos produtos e seu core business, ou seja, a essência da empresa.  Hoje, passados pouco mais de dois anos da inauguração, eles acabam de receber, pelo segundo ano consecutivo, o título de melhor padaria da cidade, um prêmio da Revista Veja. Estou participando da alegria dos empreendedores. Parabéns!

QUASE NO PONTO

Resultado de imagem para josé roberto burnier

O novo programa jornalístico da Globo News, Em Ponto, que dura das 6 horas – em ponto – até as 9hs, deve ser um grande desafio de produção. Imaginem o que seja buscar 3 horas de noticias – mesmo que uma parte delas seja das edições do dia anterior – para ficarem no ponto às 6h da matina. E parece que a audiência ainda não está firmada já que o apresentador, Burnier, que deve chegar à emissora lá pelas 3 horas da manhã, anda dando chamadas no jornal das 10 (22h) e contando com o “merchandising” de outros colegas da emissora. Aliás, ele mesmo, o Burnier, a gente nota que ainda está esquentando as turbinas, mas mantém o velho hábito chatíssimo dos apresentadores da Globonews e de outras emissoras, de interromper o entrevistado ou os repórteres de campo confundindo a notícia. Com o Burnier o problema se acentua e ele acaba virando um chato. Mas isso é um mal dos apresentadores brasileiros em geral, como era o Jô Soares, Silvio Santos, Maria Beltrão, entre muitos outros. Mas o jornal promete. Desde que a audiência cresça.

 

O AÇAI DA WAL

Resultado de imagem para açai da Wal

 Quem deve andar sorrindo à toa é a Wal, do Açaí, pelos espaços que a mídia está lhe dando totalmente de graça. Se algum “checking” de agência de publicidade ou de empresa especializada contabilizar o valor desses espaços, vai surpreender muita gente. Nunca que a Wal imaginava que seu açaí instalado modestamente numa loja com apenas uma porta, tivesse tanta visibilidade. E pensar que tem empresários que ficam anos no mercado esperando por uma oportunidade como esta, sem sucesso. Para aproveitar esta janela que se abre, a Wal pode até pensar em criar franquias para todo o Brasil, partindo de Angra dos Reis, porque a marca já está na mente de muita gente. Eu mesmo ando doido para ir à Angra, onde a família tem uma casa, para provar o famoso açaí da Wal.

A LETRA DO AZAR


Resultado de imagem para temer e trump juntos

Da mesma forma que a numerologia aponta o 7 como número da sorte, a alfabetologia, se é que isso existe, deve apontar o T como a letra do azar. Ou seria uma simples coincidência que a maior potência do mundo tenha um presidente desastroso com nome iniciado por T (TRUMP), e uma das subpotências mais desengonçadas do mundo, o Brasil, tenha também um péssimo presidente com o nome iniciado por T (TEMER). Que me desculpem os Telmos, Teobaldos, Túlios, Tales, Tibúrcios e outros mais. Nada contra vocês, mas que o T inicial do nome pode estar dando azar, ah! Isso pode. Ainda bem que o Brasil vai começar o ano de 2019 mudando o T da inicial do futuro presidente para outra letra do alfabeto. Poderemos ter um presidente de nome começando com A, B, C, D, G, H, J, M, V e pouco provavelmente, com L. Felizmente, o Tiririca não está entre eles.

PARA O LIXO

 Resultado de imagem para lixeiras de pneus usados em Natal

Normalmente a mídia explora o problema com o descarte de pneus usados, verdadeiros “condomínios” de mosquitos. Pois bem! A Prefeitura  de Natal-RN encontrou um bom e simples uso para eles. Juntou 3 pneus usados, um em cima do outro, pinta-os com cores vivas e coloca, dentro, um saco de lixo para uso dos pedestres educados. E os exibe nas principais avenidas da capital. A ideia pode ser aplicada também para exibir flores, hortas e outros ornamentos. Merece aplauso pela simplicidade, criatividade e oportunidade. É possível que outras prefeituras já estejam fazendo o mesmo. Tomara que algum político não venha com a infeliz ideia de fazer uma licitação para compra de pneus novos, ferindo a ideia original. Aí, o projeto vai para o mesmo saco colocado entre os pneus usados. Para o lixo.

DE SACANAGEM!

Resultado de imagem para debate de ontem na Band

Durou mais de três horas o debate das eleições 2018, que foi o primeiro deles que é sempr conduzido pela BAND. Em anos anteriores, pensando em ter um Brasil melhor, eu comprava pipoca de micro-ondas, refrigerante e ficava em frente à TV me deliciando com os discursos. Mas a minha suposta inteligência era mais agredida que alimentada com as coisas que eu ouvia. Para o debate deste ano, eu não guardei a menor expectativa. Hoje, no meu ambiente de trabalho, dentro de uma universidade federal, a repercussão estava próxima de zero. Por culpa dos políticos, o interesse pelas eleições está muito pequeno. Eu comprei a mesma pipoca do passado e os mesmos refrigerantes, liguei no canal, vi e gostei da produção da Band para o evento, peguei o controle e, besteira por besteira, sacanagem por sacanagem, preferi um filme. De sacanagem.

O PLANO DE GOVERNO BOLSONARO

 Resultado de imagem para plano de governo jair bolsonaro

Acabo de receber (não conhecia ainda) o que deve ser o plano de governo do candidato Bolsonaro. Confesso que deixei de lado o emocional para privilegiar o racional e achar a ideia interessante, embora tenha a certeza de que escrever é fácil. Difícil é fazer. Mas, de qualquer forma, as ideias são boas para o momento que nosso pobre país está vivendo. Relevei, inclusive, o fato de ter o exercito atuando em várias áreas porque lá tem quadros realmente bons e estariam mais distantes da corrupção. Senti falta de programas exclusivos para a segurança pública embora entenda que o sucesso da maioria das propostas diminuirá a criminalidade. Vejam as ideias e uma avaliação que me permito fazer e me responsabilizar por ela:

Mudança 1: Exército gerenciando obras públicas com o uso de mão de obra dos presídios; NOTA 10, EXCELENTE

Mudança 2: Banco Central afinado com o Ministério da Fazenda, mas independente pra atuar (sem interferência política), buscar os políticos corruptos; NOTA 10

Mudança 3: Escola Sem Partido; NÃO VEJO COMO PROGRAMA DE GOVERNO

Mudança 4: Escola Sem Ideologia de Gênero; NOTA 10

 Mudança 5: Educação, Cultura e Esporte no mesmo Ministério trabalhando interligados e de forma complementar comandado por um General especialista em Colégios Militares – Federalização da Educação Média com a Militarização dos Colégios; NOTA 10. DISCIPLINA É TUDO.

Mudança 6: Colocar técnicos nos ministérios, portanto o Ministro da Saúde deverá ser formado na área e assim sucessivamente; OS MINISTROS, ALÉM DE TÉCNICOS, PRECISAM SER GESTORES.

Mudança 7: Redução de 40 pra 15 ministérios e privatização e extinção de estatais; NOTA 10, MAS É PROMESSA ANTIGA E DE DIFICIL EXECUÇÃO.

Mudança 8: Mais Brasil, menos Brasília – Novo pacto federativo onde o $ fique nos municípios e estados e não na União, que atuarão como gestores e não executora de programas; NOTA 10

 Mudança 9: Imposto Único – IVA ou pelo menos redução de impostos pra todos os setores produtivos buscando a curva de Lafer; NOTA 10, MAS DIFICIL DE SE IMPLANTAR.

                        “curva de Laffer é uma representação teórica da relação entre o valor arrecadado com um imposto a diferentes Alíquotas. Um resultado potencial da curva de Laffer é que aumentar as alíquotas além de certo ponto torna-se improdutivo, à medida que a receita também passa a diminuir.Em geral, os economistas tem encontrado pouco apoio para a afirmação de que cortes de impostos aumentam as receitas fiscais, ou mesmo que a maioria dos tributos estaria do “lado errado” da curva de Laffer. “ extraído do Wipedia

Mudança 10: Redução da Maioridade Penal com a possibilidade de emancipação do criminoso em casos hediondos ou de reincidência; NOTA10

Mudança 11: Fim da Audiência de Custódia; NOTA 10

Mudança 12: Investimentos pesados na exploração de minérios e recursos minerais; E A AGRICULTURA?

Mudança 13: Rediscussão de tratados econômicos, tais como o Mercosul em busca de mais relações econômicas bilaterais; NOTA 10

Mudança  14: Fim do toma lá dá cá – Acordos políticos serão feitos à luz do dia – Transparência na política; NOTA10

Mudança 15: Fim da política externa voltada para fora e permissiva. A soberania nacional voltará a ser a coisa mais importante para a Presidência da República; FIM É RADICALISMO. NÃO PODEMOS NOS ISOLAR DO MUNDO.

Mudança 16: Criação do Programa Minha Primeira Empresa, aos moldes do Primeiro Emprego, terá foco em incentivar novos empreendedores; NOTA 10 – SEM MALTRATAR NOS TRIBUTOS

Mudança 17: Revogação do Estatuto do Desarmamento com a aprovação da posse de arma para todos os cidadãos e em alguns casos do porte de arma. Todos terão direito a legítima defesa de si, dos seus e de terceiros, além de poder defender a sua propriedade sem ser responsabilizado pelos acontecimentos decorridos da invasão à sua propriedade, ou seja, poderemos sim nos defender sem represálias! PROGRAMA EXTREMAMENTE SENSÍVEL. DEVERÁ SER FEITO COM CUIDADO E PARCIMÔNIA

 

 

A FAIXA DA IRRESPONSABILIDADE

Resultado de imagem para faixas de pedestre em frente ao STF

Ontem, alguns membros do STF sugeriram um aumento de 16% em seus próprios salários. Apenas 4 deles, facilmente identificados, foram contra. Como aquele valor é referência para os maiores salários do país, vai haver um efeito cascata em outras instituições e uma nova explosão no rombo que o Brasil já vive. É desanimador. Entretanto, para que a proposta seja efetivada, precisa passar pelo Congresso Nacional, que mesmo sendo outro antro de legisladores em causas próprias, pode desaprovar a ideia e melhorar sua imagem junto da população que está bem desgastada. Outra esperança é que entre o STF e o Congresso Nacional, localizados de cada lado da rua, em Brasília, existe uma faixa de pedestre que, ao gesto de ser atravessada pelo STF para levar o projeto ao Congresso, seja atropelada por nós, motoristas desesperados por colocar o Brasil na rota da seriedade.