RENOVATION

Ao assistir a discussão do relatório que recomenda a aceitação da denúncia contra o Presidente Temer, na CCJ da Câmara, fica a certeza de que precisamos, realmente, renovar aqueles quadros. Deputados desalinhados com os objetivos da reunião vomitam textos eleitoreiros e posições políticas para aproveitar os 15 min a quem têm direito e, prolixos, tentam criar uma expectativa de que possam se reeleger em 2018. Como o cenário e o eleitor já não são os mesmos desde algum tempo, seria bom que os infelizes deputados contratassem uma assessoria de imprensa. Se não já for tarde demais.

É DOS CARECAS QUE ELAS GOSTAM MAIS

Tempos atrás, o goleiro Jefferson, do Botafogo do Rio inovou na mídia ao inscrever a mensagem “Te Amo Michele” no próprio cabelo. O cabeleireiro, além de paciente é muito competente. A ideia do goleiro é bem melhor do que os que optam pela tatuagem. Pelo menos, se brigar com a Michele, é só deixar o cabelo crescer. Ou ficar careca.

E por  falar em careca, diz a lenda que Sansão tinha sua força nos cabelos. Só que nos tempos atuais as coisas são diferentes: os nadadores descobriram que sua força está na careca que os deixa mais leves e ligeiros. Os jogadores de futebol estão também raspando os cabelos, talvez para pode pular mais alto nas disputas aéreas. Mas parece que a moda vem pegando muitos homens da sociedade. Eles raspam os cabelos, provavelmente, para esconder os cabelos grisalhos que estão chegando?  E a lenda do Sansão, ó, sifu.

SER OU NÃO SER

Ser ou não ser, eis a questão. O verso de Shakespeare nos leva a outra crença importante: não adianta “ser” alguma coisa se não somos percebidos como tal. O que vale é como as pessoas nos percebem. Vivemos uma batalha de percepções. Além de ser, você tem que parecer. Senão, não é. Entendeu?

 

CREDIBILIDADE

O Reuters Institute, da Universidade de Oxford, divulgou pesquisa que mostra a credibilidade da imprensa pelo mundo. A imprensa brasileira ocupa, merecidamente, o segundo lugar com 60%, atrás apenas da Finlândia com 62% de credibilidade. Depois vem os Estados Unidos com apenas 38%, também merecidamente, já que por lá as coisas não andam tão críveis. O Sistema Globo de Comunicação – Globonews, G1 e Jornal O Globo – teve o maior destaque pelo investimento que tem realizado na contratação de profissionais como Andrea Sadi e Nilson Clava as mais promissoras aparições de jornalistas na Globonews nos últimos tempos. Agora, quem se referir sobre qualquer empresa Globo de forma radicalmente injusta como se tem feito nos últimos anos deve tomar cuidado. Para não perder a credibilidade das coisas que fala

CREDIBILIDADE

O Reuters Institute, da Universidade de Oxford divulgou agora, pesquisa que mostra a credibilidade da imprensa pelo mundo. A imprensa brasileira ocupa, merecidamente, o segundo lugar com 60%, atrás apenas da Finlândia com 62% de credibilidade. Depois vem os Estados Unidos com apenas 38%, também merecidamente, já que por lá as coisas não andam tão críveis. O Sistema Globo de Comunicação – Globonews, G1 e Jornal O Globo – teve o maior destaque pelo investimento que tem realizado na contratação de profissionais como Andrea Sadi e Nilson Clava as mais promissoras aparições de jornalistas na Globonews nos últimos tempos. Agora, quem se referir sobre qualquer empresa Globo de forma radicalmente injusta como se tem feito nos últimos anos deve tomar cuidado. Para não perder a credibilidade das coisas que fala

MARQUETEIRO NÃO É MILAGREIRO

Se você pensa que marqueteiro é milagreiro, esqueça. O marqueteiro de Dilma, usado há vários anos nos momentos bons e ruins, não conseguiu impedir o desgaste da imagem e nem salvar o poder da “presidenta”. Agora, o presidente Temer convoca seu marqueteiro para tentar se livrar do desgaste do seu governo. Se produto ruim pudesse ter no marqueteiro, um milagreiro, nosso mercado de consumo estaria ainda pior.

Lavando Roupa Suja

Uma lavanderia americana – a Green Apple Cleanears – está revolucionando a prestação de seus serviços. Ela usa um equipamento que respeita a ecologia e o meio ambiente, sem utilizar os produtos tóxicos usados pelas lavanderias tradicionais. Ao invés de água, usam o dióxido de carbono, o mesmo gás usado em refrigerantes e água mineral, que não deixa qualquer sujeira na roupa. E para passar, nada dos ferros tradicionais, mas uma máquina de vapor quente que “abraça” literalmente a roupa e não deixa qualquer amassadinho, nem mesmo nos colarinhos das camisas sociais. Em pouco tempo  de instalada, a empresa já tem 10 mil clientes cadastrados e tem planos para lançar uma franquia, sabe onde? No Japão e no Brasil. Em Brasilia, uma das cidades que mais tem lavanderias, faria o maior sucesso.

VOCÊ USANDO CEROULA?

De vez em quando a moda retrô aparece entre nós. Tempos atrás, a Devassa resolveu resgatar o glamour do carnaval do passado lançando o Baile Devassa, nome sugestivo demais para aquela festa no Rio de Janeiro. O sucesso foi enorme. No fim de 2009, a Nestlé reeditou os rótulos de Leite Moça de 1937, 1946, 1957, 1970 e 1983 em embalagens de edição limitada. Outro sucesso. Da mesma forma fizeram o ketchup Heinz e a Coca-Cola.  Se a moda pega mesmo, imagine alguns de seus desafetos usando chapéu panamá, camisa de banlon, bolsa capanga e dormindo de ceroula. E divirta-se.

STRESS

Dizem que nessa época de crise, 70% dos trabalhadores brasileiros, além dos 14 milhões de desempregados, sofrem de stress. Tudo a ver. Para lidar com isso, empresas montam academias de ginástica, criam ambientes para reflexão, para ouvir músicas e agora estão criando corais com os funcionários cantando músicas populares. Cantar é ótimo, é fazer uma catarse. Minha vizinha, Dona Clarisse, de voz e afinação horrorosas descobriu isso e como seu stress deve ser imenso, meus ouvidos estão sofrendo. Vou lhe sugerir a meditação.